Blog

A INA Group, maior empresa petrolífera na Croácia, foi alvo de um ataque de ransomware, que encriptou alguns dos seus servidores.

Este ataque não afetou o abastecimento de combustível por parte dos consumidores, mas sim a capacidade da empresa de emitir faturas, registrar o uso de cartões de fidelidade, emitir novos vouchers, emitir novas vinhetas eletrônicas e permitir que os clientes paguem contas de serviços públicos de gás (dos quais a INA Group também é fornecedora).

A Google removeu 500 extensões maliciosas da sua Web Store, isto aconteceu depois de ter sido detetado que estas injetavam anúncios maliciosos e roubavam dados de navegação dos utilizadores.

Está a ser distribuída, nas atualizações de segurança de fevereiro, a correção para uma vulnerabilidade de Remote Code Execution no Bluetooth de dispositivos com Android 8.0, 8.1 e 9.0.

As tecnologias de detecção da Kaspersky encontraram malware em ficheiros com informações sobre o coronavírus.

Os ficheiros estão identificados como sendo instruções em vídeo sobre medidas de proteção contra a doença, atualizações sobre a mesma e até procedimentos de deteção.

Foram reveladas, numa security advisory lançada pela Intel, duas falhas na arquitetura dos chips dos processadores da marca, uma delas já a tentaram resolver por duas vezes.

Segundo um relatório da DLA Piper, foram aplicadas multas no valor de 114 milhões de euros pelo incuprimento do Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) no Espaço Económico Europeu (EEE).

De realçar também que foram reportadas mais de 160 mil violações de dados (data breaches).