Blog

Esta violação de dados aconteceu em 2017 mas, segundo a imprensa russa, a informação roubada de 8.7 milhões de clientes está agora a ser vendida e partilhada online.