Blog

A Europol, agência da União Europeia (UE) responsável por garantir o cumprimento da lei, lançou um relatório sobre como os criminosos se podem aproveitar deste estado de pandemia em que a União Europeia e o resto do mundo se encontram. O cibercrime foi um dos focos deste relatório.

A INA Group, maior empresa petrolífera na Croácia, foi alvo de um ataque de ransomware, que encriptou alguns dos seus servidores.

Este ataque não afetou o abastecimento de combustível por parte dos consumidores, mas sim a capacidade da empresa de emitir faturas, registrar o uso de cartões de fidelidade, emitir novos vouchers, emitir novas vinhetas eletrônicas e permitir que os clientes paguem contas de serviços públicos de gás (dos quais a INA Group também é fornecedora).

A The Heritage Company, empresa de telemarketing sediada nos EUA, deixou 300 pessoas desempregadas após não conseguir recuperar de um ataque de ransomware, que aconteceu no início de outubro de 2019.

CyrusOne, um dos maiores fornecedores de data centers nos Estados Unidos da América, foi infetado pelo ransomware REvil (Sodinokibi).

Primavera Software foi alvo de um ataque informático entre as 17:00 e as 18:00 de quarta-feira, 27 de novembro, impactando o normal funcionamento dos seus serviços Primavera SaaS, que operam na Cloud.

Tinham passado poucas horas depois do novo serviço de streaming da Disney ter sido lançado e já estavam a ser roubadas contas de utilizadores.

Segundo uma investigação da ZDNet estas contas estão a ser vendidas em foruns de hacking por preços que variam entres o 3 e os 11 dólares.