Duplicam Ciberataques A Indústrias Que Apoiam Esforços De Resposta À COVID-19

Duplicam Ciberataques A Indústrias Que Apoiam Esforços De Resposta À COVID-19

A IBM Security divulgou hoje o X-Force Threat Intelligence Index 2021 salientando como os ciberataques evoluíram em 2020 à medida que os agentes de ameaça procuravam lucrar com os desafios socio-económicos, empresariais e políticos sem precedentes, originados pela pandemia da COVID-19.

Em 2020, a IBM Security X-Force observou que os ataques se centraram em entidades das quais os esforços globais de resposta à COVID-19 dependiam fortemente, como hospitais, fabricantes de produtos médicos e farmacêuticos, bem como empresas de energia que alimentavam a cadeia de abastecimento da COVID-19.

De acordo com o novo relatório, os ciberataques nas áreas da saúde, da produção industrial e energia duplicaram face ao ano anterior, com os agentes da ameaça a direccionarem-se para organizações que não podiam pagar o tempo de inatividade, devido aos riscos de interromperem os esforços médicos ou cadeias de abastecimento críticas.

De facto, as indústrias transformadora e energética foram as mais atacadas em 2020, ficando apenas atrás do setor financeiro e segurador. A contribuir para isto esteve o facto de os atacantes aproveitarem o aumento de quase 50% nas vulnerabilidades nos sistemas de controlo industrial (ICS), de que a produção e a energia dependem fortemente.

Para mais informações podem consultar: Duplicam Ciberataques A Indústrias Que Apoiam Esforços De Resposta À COVID-19

A WeSecure assegura diversos serviços nas áreas de cibersegurança, cibercrime, privacidade dos dados (RGPD) e análise forense, através de recursos especilizados e com experiência na área. Para mais informações contacte-nos.

info wesecure

Previous Post Next Post